DE PASSAGEM...

sábado, 19 de maio de 2012

Dias 39 a 40 - Pelos Fiordes, até ao Sol da meia-noite...

Dia 39 – 15/05/2012 – Floan (N) / Mosjoen (N) – 369/9.623 km
Pela primeira vez na minha vida, acho que vou passar uma noite em “claro” J
Eu explico...são quase 2 da manhã, acabei de publicar os ultimos três dias no blog, e agora que escrevo o resumo de hoje...ainda é de dia.
Como na noite passada, antes das 3 da manhã, já havia claridade, ou muito me engano, ou esta vai ser mesmo uma noite “em branco” J
Foi um dia de muito sol, bastante neve e em que acabámos por andar bem mais do que o previsto.
E ás tantas, ainda dei com a Bia á minha espera...(invejosa J )
Para além das renas...que, finalmente, lá começam a aparecer
E uns aventureiros...quem sabe se rumo ao Cabo Norte...Gandas malucos
E destes “simpaticos” a atravessarem a estrada...seriam as perdizes cá do sitio?
Aliás, neste momento, e em relação á planificação da viagem, já estamos adiantados 7 dias !!!!!
Antes de chegarmos a Steinkjer, local previsto para proceer ao enchimento da garrafa de gaz, e aproveitando ter visto uma instalação idêntica, lá fomos tentar o reabastecimento...
Saí de mãos a abanar...nunca tinham visto este tipo de entrada de garrafa...
Steinkjer...idem idem, apesar da troca de mails que tinha havido e de eu ter dito explicitamente que a garrafa seria da Galp, marca portuguesa...ao que responderam que tinham adaptadores para todo o tipo de garrafas.
Pois...para todas as que conheciam, e para azar meu, não conheciam estas.
Indicaram-me uma nova e maior estação em Mo i Rana, onde amanhã tentarei de novo a sorte.
Mas agora pergunto eu...para quando a Galp começar a utilizar o modelo de encaixe europeu? Porquê que hão-de continuar a ser diferentes? A quem serve esta situação? Por mim, e a não conseguir resolver este problema, terei de, lá mais para a frente, comprar uma botija e redutor, modelo europeu, e sendo assim, a minha decisão será...Galp já eraº
E depois queixem-se de que não se consome produtos nacionais...
Espanha é logo ao lado e o gaz até sai a metade do preço J
E aqui em Mosjoen (N 65º50’28’’ E 13º11’19’’), o cenário é este...
Sem comentários J


Dia 40 – 16/05/2012 – Mosjoen (N) / Bodo (N) – 335/9.958 km
Tal como previsto, foi uma noite...sem noite J
Ás 2 da manhã, era este o cenário.
Pela manhã, visita á Sjogata, zona de edificação protegida em Mosloen.
E que dizer disto?
A caminho de Mo i Rana, e ao fim de 71.168 kms percorridos ao longo destes quase 4 anos, eis que a Tuguinha se estreou a furar e me obrigou a trabalho suplementar.
Tinha estacionado nesse parque para que o Luck corresse um bocado, e quando íamos para retomar a viagem, a co-piloto deu pela roda já bastante baixa, mas felizmente sem ter danificado as telas do pneu.
Tinhamos 39 kms percorridos no dia de hoje e a estrada tinha sido boa, mas furos podem acontecer em qualquer lugar.
Devido á dificuldade em conseguir desapertar as porcas da roda, tratei de chamar a assistência em viagem...
Ok, e dentro de minutos entrariam em contacto comigo.
Neste momento, e quase meia noite...e ainda estou á espera que digam alguma coisa.
A sorte, foi que passado escassos minutos, apareceu por lá uma viatura ligada a assistência a máquinas das obras que estão a decorrer num tunel mesmo lá ao lado, e, após várias tentativas, lá se conseguiu aliviar o aperto que os “amigos” da Fiat lhe tinham dado, aquando do cruzamento dos pneus, já lá vai um ano J
Primeiro com uma chave tipo cruzeta...nada. Depois com uma alvanca de 1 metro aplicada na minha chave...nada. E depois, com outra alvanca, de quase 2 metros...eureca, lá se conseguiu.
Passados cerca de 12 kms, precisamente os que têm de ser feitos para “evitar” o tunel que está em obras de beneficiação, chegámos a uma oficina onde de pronto foi reparado o pneu.
A arma do crime foi esta...
Não fosse o facto de já ter acessórios desses, e diria que esse brinquedo me custou 120 Kr...
Com o aproximar do Circulo Polar Ártico, o cenário ia ficando cada vez mais branquinho
E quando lá chegámos...
Fotogénico, o “puto” J
E já andamento, o registo da passagem no CPA, no seu exacto alinhamento.
Sim, estávamos mesmo em cima do Circulo Polar Ártico J
Depois, estrada fora até Bodo
onde nos entramos agora (N 67º18’04’’ E 14º26’33’’), num monte com vista sobre a cidade e...com uma vista deslumbrante e direito a um pôr do sol, ás 23,15h, que nem vou comentar.
Acho que vale mais umas fotos J (tiradas em modo pôr do sol)





já que a luminosidade real a esta hora, é bem visivel nesta foto, em que um casalinho guardava o momento para a posteridade
Pois é...noite, nem vê-la, e agora ainda vamos pegar na Tuguinha e ir lá abaixo até ao porto, para saber de horários de ferryes rumo ás Lofoten. 

2 comentários:

ANTÓNIO RESENDE disse...

Oh Bia e MVitorino
Então não levaram:
- spray para furos???
sempre resolvia o problema até ao local da reparação. Já fiz 300 km com um furo tapado a spray...
- Garrafas de gas espanhol. Em Espanha todas as marcas usam o mesmo redutor... não aprendes??? ahahah
O meu abraço e... agasalhem-se que lá no topo o frio é puxado a vento!!!
O meu abraço
A R

João Morgado disse...

Olá Vitorino
Um furo? Todo o mal seja esse e como diz o Resende, o spray é capaz de não ser má ideia se bem que já ouvi que não faz lá muito bem aos pneus.
Continuação de boa viagem.